NOTA DE PESAR

A morte foi decorrente de uma infecção respiratória, mas sem relações com o novo coronavírus. Itaparica, como era conhecido, tinha 58 anos, deixa três filhos e seis netos. Contribuiu enormemente para a construção e fortalecimento da unidade nas relações entre o sindicato e os trabalhadores. Lutou por toda a vida em defesa dos direitos dos menos assistidos e em prol de uma sociedade mais justa e igualitária.
Em nota, a CUT destacou sua atuação na construção e consolidação da Central na Bahia, exemplo do seu compromisso com a classe trabalhadora brasileira. Atualmente era dirigente da Confederação Nacional dos Químicos. Também foi dirigente do Partido dos Trabalhadores e integrou a Coordenadoria de Centrais Sindicais do Cone Sul (CCSCS) como único representante dos trabalhadores latino-americanos no segmento da indústria química. O SINTSEF-BA manifesta seu profundo pesar e compartilha com os familiares, companheiros de luta e amigos este momento de tristeza e dor pela irreparável perda. Itaparica presente!
Marcações: